sábado, 28 de maio de 2011

Rumo à terra da garoa...

De malas prontas, vim só avisar que ficarei uns dias sem postar, estou indo a São Paulo e não vou ter net por lá. Depois conto a vocês o motivo da viagem, é muito especial. 

No próximo final de semana prometo voltar com muitas novidades por aqui!

Boa semana a todos!

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Brigadeirão no microondas


Essa semana estava na fila do supermercado quando  avistei de longe uma placa grande que dizia: TUDO POR  1,99. Claro que fui até lá conferir as promoções. (mulher não pode ouvir a palavra promoção que se treme toda). Graças a minha curiosidade, encontrei no meio dos trecos uma forma para ser usada no microondas, ainda não tinha nada parecido e arrematei a peça.

Não sou muito de usar o microondas para cozinhar, o máximo que faço nele é pipoca, por isso fiquei  ansiosa para estrear meu brinquedinho novo e fui pesquisar receita na net.  
Encontrei essa receita de Brigadeirão,  achei muito fácil e decidi testá-la.

Ingredientes:
  •  3 ovos.
  • 1 colher (sopa) de açúcar.
  • 1 colher (sopa) de manteiga.
  • 1 xícara (chá) de chocolate em pó.
  • 1 lata de leite condensado.
  • 1 lata de creme de leite sem soro (melhor jeito de tirar o soro é deixar a lata por 5 minutos no congelador e depois fazer um furo na parte de baixo para o soro escorrer)
  • Chocolate granulado para decorar.

Modo de fazer:
  • Bata no liquidificador o leite condensado, creme de leite, chocolate em pó, o açúcar, a manteiga e os ovos.
  • Quando estiver uma massa homogênea despeje na forma para micro-ondas untada com manteiga.  
  • Leve ao microondas em potência alta por 8 minutos.
  • Desenforme ainda morno e decore com o granulado
  • Leve a geladeira por cerca de 6 horas.




Ficou muito gostoso, meu marido nem esperou às seis horas pra comer. Só achei que ficou muito pequeno (eu e minha mania de grandeza), dependendo da quantidade de visitas acho melhor dobrar a receita.

Ok pessoas, minha primeira experiência cozinhando com microondas foi positiva, acho que vou me animar mais pra testar outras coisas por aqui.
Bom final de semana a todos!

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Desejos do dia

Ainda não contei para vocês que eu sou uma pessoa completamente apaixonada por decoração. Sou fascinada por detalhes que fazem toda diferença numa casa, pequenas coisas que dão um toque especial, e que deixam o ambiente a sua cara.

Lembro que logo que casei, eu fiquei um pouco obcecada por isso, adorava comprar trequinhos para casa (o Atacadão dos Presentes quem diga, deixei lá rios de dinheiro em utensílios domésticos e artigos de decoração). Não podia ver nada na cor verde que imediatamente inventava uma desculpa alegando a necessidade daquilo na minha cozinha e colocava no carrinho de compras. O bom disso tudo é que o marido também gosta de passear por lojas cheias de “pra que isso” (lojas entupidas de coisas diferentes que assim que você olha um objeto não identificado, a primeira coisa que pensa é para que isso serve), e nos  divertíamos muito fazendo isso.

Hoje um pouco mais controlada e com menos espaço nos armários, sempre me pergunto à necessidade de um objeto de decoração, um móvel ou um utensílio doméstico. Também não posso comprar algo que fatalmente tenha que me desfazer por falta de espaço na nova casa (por causa da profissão do marido nos mudamos pelo menos de dois em dois anos de cidade).

Entretanto hoje, navegando na net me deparei com essas fotos e fiquei enlouquecida com essas peças.  Essa mesa de jantar e o suporte para garrafas na parede combinam perfeitamente comigo, e é claro, como minha cozinha. Fui tomada por um vazio (momento de exagero) por não tê-las . E desde então, fico me imaginado tomando meu café da amanha sentada nessa cadeira verde olhando o lindo suporte para vinhos na parede. Brincadeiras a parte, digam se não são peças de desejo?



terça-feira, 24 de maio de 2011

Pilotando o fogão: Torta Caipira

Pessoas desculpa o sumiço nos últimos dias, não é por falta de inspiração, mas sim por falta de computador. Meu PC está no conserto e o do marido disponível só durante a noite, que é um horário meio complicado para fazer postagens por aqui.




Hoje, queria almoçar algo diferente, já que a dieta durante a semana não me permite variar muito (sim, podem acreditar, que apesar das delicias expostas aqui, eu estou de dieta).


Achei essa receita perdida no meu caderno, e aproveitando que tinha todos os ingredientes na dispensa, criei coragem para pilotar o fogão. Confesso a vocês que nunca tinha feito e que até fiquei temerosa com o resultado, mas ficou muito gostosa e pude saciar minha vontade transgressora em plena terça feira.



Ingredientes:

 

·         1 xícara (chá) de óleo.

·         1 xícara (chá) de leite.

·         3 ovos.

·         1 colher (chá) de sal.

·         2 xícaras (chá) de farinha de trigo.

·         1 colher (sopa) de fermento em pó.

·         Margarina e farinha de trigo para untar a forma.

 

Recheio:

 

·         1 colher (sopa) de margarina.

·         1 cebola média picada.

·         2 xícaras (chá) de frango cozido e desfiado.

·         1 lata de milho verde.

·         2 colheres (sopa) de maisena.

·         1/3 de xícara (chá) de leite.

·         Sal, pimenta-do-reino a gosto.



Modo de fazer:

 

·       Para o recheio, cozinhe o frango temperado, desfie e reserve.

·    Derreta a margarina e refogue a cebola por 3 minutos ou até murchar.

·         Acrescente o frango, o milho e refogue por mais 3 minutos.

·   Despeje a maisena dissolvida no leite e mexa sem parar até engrossar.

·         Tire do fogo e tempere com sal e pimenta. Deixe esfriar.




·        Tire do fogo e tempere com sal e pimenta. Deixe esfriar.

· No liquidificador, bata todos os ingredientes, menos o fermento, até ficar homogêneo.

·     Transfira a massa para uma tigela, junte o fermento e misture delicadamente.

·       Coloque metade da massa em uma fôrma untada.

·      Espalhe o recheio e cubra com a massa restante.

·      Leve ao forno médio preaquecido por 40 minutos ou até assar e dourar.




Quero aproveitar o momento para deixar registrado aqui que apesar de ter chutado o balde da dieta, malhei dobrado hoje para compensar, graças a companhia sempre adorável de minha amiga Karla. É isso. 
Espero que gostem.

Dia de Cinema: Piratas do Caribe


Ontem aproveitamos o clima chuvoso em Recife e fomos assistir ao quarto filme da série de Piratas do Caribe.

Na trama, Navegando em Águas Misteriosas, os caminhos de Jack Sparrow (Johnny Depp) cruzam com os de uma mulher de seu passado (Penélope Cruz). Num misto de possíveis emoções, eles embarcam no navio de Barba Negra (Ian McShane) em busca da Fonte da Juventude.

A Disney só para variar um pouquinho (brincadeira né) se supera filme após filme, e eu como uma adoradora de Jack Pparrow, não preciso nem falar que me divertir horrores ontem. Vale muito a pena enfrentar esse momento de chuvas em Recife e curtir o filme no cinema com seu amado.

 

Fica a dica!

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Pilotando fogão: Goiabinha


Não sei vocês, mas eu sou completamente apaixonada por esse biscoito. 

Ingrediente:
·         5 xícaras (chá) de farinha de trigo (mais ou menos  550g).
·         1 xícara (chá) de açúcar.
·         1 colher (sobremesa) de essência de baunilha.
·         1 pitada de sal.
·         200g de manteiga sem sal gelada (pode ser margarina).
·         2 ovos.
·         1 colher (chá) de raspas de limão.
·         Doce de goiaba cortado em tirinhas.




Modo de fazer:
·         Na batedeira, bata os ingredientes secos (exceto as raspas de limão) com a manteiga até obter uma farofa úmida.
·         Acrescente os ovos e a essência de baunilha e bata novamente até que a massa fique lisa, macia e homogênea.
·         Por último, junte as raspas de limão e amasse delicadamente.
·         Cubra a massa com filme plástico e reserve na geladeira por cerca de 40 minutos.
·         Sobre uma superfície untada, abra porções da massa com um rolo e corte em formato de quadrado.
·         Coloque uma fatia fina de goiabada no centro, passe uma ponta sobre a outra e aperte o meio e nas laterais para fechar.
·         Coloque numa assadeira untada com margarina e farinha de trigo e leve ao forno moderado por cerca de 30 minutos.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Última parada: Portugal.

Depois de vinte cinco dias viajando eu confesso a vocês que não estava muito animada com essa última parada, sem contar que a saída de Zaragoza foi um pouco traumática (sobrinhos agarrados nas minhas pernas chorando para eu não ir embora). Eu só pensava em chegar  em casa e passar um dia todo dormindo na minha cama, mas ainda tínhamos cinco dias até isso se concretizar e me esforcei o máximo para aproveitar o que nosso país colonizador tinha para nos oferecer.
A estadia ficou por conta da prima que mora em Lisboa, e graças a ela passamos dias agradabilíssimos. (depois de dias sofridos de comida sem tempero, pão duro, fast food, e pouca carne em Barcelona e Paris, degustar os dotes culinários de Carol e Paulo, fizeram me sentir melhor, pense numa comida deliciosa, quando crescer, quero ser igual a eles).
Passeando por Belém.

Monumento do descobrimento, daqui partia as embarcações para o Brasil.

Torre de Belém

Em frente ao Mosteiro de Jeronimos

comendo o autêntico pastel de Belém

Parque das Nações

Pagando mico ao lado de Vasquinho.

Passeamos pelos os principais pontos turísticos de Lisboa, com direito a experimentar o verdadeiro Pastel de Belém (muito bom por sinal). Mas foi no litoral de Portugal que me encantei de verdade, a paisagem é incrível, e mesmo sendo inverno estava tudo muito florido, por onde passávamos, haviam tapetes de flores amarelas colorindo tudo.
A família de Paulo, típica portuguesa que mora em Peniche, nos ofereceu um almoço, e até hoje fico irritada por não ter tirado foto de tudo, a mesa estava linda, a louça era espetacular, o pratos você babava só de olhar, os vinhos minuciosamente escolhidos, vários tipos de queijos e patês, e o sabor, esse eu não consigo nem descrever, quase passei mal de tanto comer (e não foi por comer muito, mas por querer experimentar de tudo um pouco, e era muita coisa). Depois do almoço, ainda ganhamos um guia muito atencioso (pai de Paulo) que nos levou pra conhecer a Região  contando a história de cada lugar, passeio melhor que esse não existe né?
Enfim, fechamos a viagem com chave de ouro.
Curtindo uma prainha em Peniche

Visita ao Castelo de Óbidos

Agradecimento

Pessoas, não poderia deixar de comentar algo por aqui, afinal de contas, foram muitas mensagens incentivadoras e comentários carinhosos nesses últimos dias que até fiquei um pouco emocionada .
É muito bom saber que estão gostando do meu espaço, isso me dar mais coragem para investir em algo que estou adorando fazer.
Cada um de nós é o centro de sua vida, e quando podemos focalizar nós mesmos e compreendemos nossos desejos, concretizamos nosso verdadeiro eu e descobrimos um sentido de felicidade em tudo que fazemos. Cada dia que se passa, cresço e mudo ao expressar meus pensamentos e sentimentos.
Obrigada a todos, vocês também fazem parte disso...

domingo, 15 de maio de 2011

Pilotando fogão: Lasanha de domingo


Nada como uma lasanha prática para um domingo preguiçoso.
A maioria das pessoas que conheço dizem que não gostam de fazer lasanha por achar um prato muito trabalhoso, eu também achava isso, e confesso que adorava compra-la congelada às vezes.
Mas desde que descobri a tal da “massa pré-cozida” para lasanha, a minha principal desculpa de que não acertava o ponto do macarrão foi por água a baixo.
Hoje eu fiz uma lasanha bolonhesa, mas o recheio pode ser o de sua preferência, é só usar um pouco a criatividade.
A pedidos, fotografei o passo a passo do preparo e fiz montagens de todo o processo. Agora não vai ter mais desculpa para encarar o fogão no domingo e agradar o marido, os amigos ou a família.

Ingredientes:
Molho vermelho:
·         ½ quilo de carne moída.
·         2 dentes de alho amassado.
·         Sal e pimenta a gosto.
·         3 colheres de azeite.
·         1 cebola picada.
·         ½ pimentão picado.
·         1 caixa de molho de tomate.
·         1 xícara de chá ( a maior, e que a gente sempre usa pra tomar café) de água.
·         2 colheres de catchup (esse é um segredo dos meus molhos vermelhos, ele ajuda a cortar a acidez do tomate).
·         Manjericão desidratado a gosto.
Molho branco:
·         2 colheres de margarina.
·         2 colheres de farinha de trigo sem fermento.
·         2 xícaras de chá de leite (em temperatura ambiente.
·         2 colheres de sopa de requeijão cremoso.
·         1 pitada de Sal e Noz moscada ralada.
Montagem da lasanha:
·         1 pacote de massa pré-cozida para lasanha.
·         200 gramas de presunto.
·         200 gramas de queijo mussarela.
·         1 lata de ervilha (opcional).
·         Orégano a gosto.

Modo de fazer:


      ·         Numa vasilha tempere a carne moída com alho, Sal e pimenta e reserve.
·         Numa panela, coloque o azeite e deixe aquecer. Adicione a cebola e o pimentão picado. (prefiro em vez de picar, passar eles no processador, pra não ficar pedaços).
·         Depois que dourar o pimentão e a cebola, adicione a carne moída temperada. Espere cozinhar.
·         Quando estiver cozida, coloque o molho de tomate, catchup, a água e deixe ferver. Finalize com uma pitada de manjericão.


·         Em outra panela, coloque a margarina e a farinha de trigo, misture e leve ao fogo. (a margarina vai derreter e formar junto com a farinha de trigo uma massa).
·         Adicione um pouco de leite e continue mexendo até que o massa absorva o líquido. Repita o processo até virar um creme. Nunca pare de mexer, se não embola (fica cheio de bolinhas de trigo).
·         Por último, coloque o requeijão cremoso e tempere com sal e noz moscada.


·         Unte com margarina um refratário e faça uma camada de massa pré-cozida para lasanha.
·         Adicione um pouco de molho vermelho e espalhe.
·         Coloque ervilha e faça uma camada de presento.
·         Novamente faça uma camada de massa, molho vermelho, ervilha e presento.
·         Faça mais uma camada de massa, mas em vez do molho vermelho espalhe o molho branco por cima e cubra com o queijo mussarela.
·         Salpique o orégano, cubra com papel alumínio e leve ao forno médio pré-aquecido por cerca de 15 minutos.
·         Retire o papel e leve novamente ao forno até dourar. (cuidado nessa hora para não passar do ponto, assim que ficar corado, é a hora de retirar, não leva mais que 8 minutos).

Bom apetite e boa semana a todos!




sábado, 14 de maio de 2011

A tão sonhada Paris.

Campos de Marte, Torre Eiffel ao fundo.
Graças à viagem para Zaragoza e hospedagem de um grande amigo (Além de nos dar teto, foi um atencioso guia)  eu pude  realizar o sonho de uma vida inteira, mas antes de pisar meus pezinhos em solo francês tive que viver meu maior pesadelo, é serio!

Embarcamos de Saragoza num voo Low Cost, desses que se você piscar te cobram por isso (parecia uma feira, as aeromoças lhe oferecendo, comida, perfume, cigarro sem fumaça e até loteria). Acredita? Mais isso foi o de menos, até me diverti, o pior ainda estava por acontecer.

Quando estávamos aterrissando, pegamos uma rajada de vento (Ventania súbita e violenta), o avião sacudia igual uma coqueteleira (não é exagero), e ali, tão perto do chão não pensava em outra coisa: VOU MORRER! O desespero era tão grande que meu marido disse que cheguei a chamar por Deus e todos os santos possíveis, me tremia toda e comecei a chorar, ele segurou minha mão e começou a repetir, CALMA, EU ESTOU AQUI COM VOCÊ (como se ele pudesse fazer alguma coisa). O detalhe é que nessa hora me lembrei da sogra dizendo pela manhã de um sonho ruim e que estava com uma má impressão. Então, não tive dúvidas que tinha chegada minha hora, (logo ali, sem antes conhecer Paris, não podia ser depois?), Mas és que Deus, resolveu atender ass suplícas desesperada de quem ainda acreditava ter muito por fazer aqui, e o “santo piloto” conseguiu posar a aeronave,liberou um toque de corneta, e todos aplaudiram (tive a impressão que eles já previam isso, mas tudo bem!).

Quando descemos, juro a vocês que queria beijar o chão, mas me bastava o mico de Barcelona, e me controlei. Na Fila do ônibus que levava a Paris, bem mais calma perguntei ao marido porque ele tanto repetia que estava do meu lado na hora, e ele disse que era para eu saber que se eu morresse, ele também morreria, morreríamos juntos. Seria lindo, se não fosse trágico.

É pessoas, Paris além de me colocar em sua lista de apaixonados, me presenteou com o medo de andar de avião.

Apesar dos pesares, a viagem foi um sonho, pode até parecer clichê, mas o ar de Paris faz bem ao coração, é impossível não se apaixonar pelo seu cenário.
Catedral de Notre Dame

Palácio de Versailles

Jardins do Palácio de Versailles. (imagine isso na primavera)

Louvre

As magens do Senna

Encantada com a Dama de Ferro

Sentada no segundo andar da Torre Eiffel tomando o melhor chocolate quente (adoro minha cara de riqueza nessa foto).

Igreja onde está os restos mortais de Napoleão

Invalides

Ponte das artes.

Nessa ponte da foto de cima, os casais apaixonados em Paris colocam cadeados com a data que estiveram ali e jogam as chaves no Rio Senna. São milhares de cadeados, de todos os tipos possiveis nas grades. A prefeitura já fez inumeras tentativas de tirar eles de lá, mas na semana seguinte a ponte está cheia de cadeados. Eu não poderia deixar de colocar o nosso cadeado lá, com a promessa de que no nosso déssimo aniversário de casamento, voltariamos com um cadeado personalisado.




LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...